quinta-feira, abril 16, 2009

O meu canto

O meu canto é uma prece
Que na manhã encanta
E na tarde quase espanta.

Tem palavras soltas o meu canto
E frases que conhecem o silêncio.
Porque libertas, apenas sabem o partir.

O meu canto surge de súbito
No momento breve que fica no tempo.
E de repente apenas sabemos o cantar.

2 comentários:

€ster disse...

Que lindo canto!

Fez eco em meu pensar..


Obrigada pela amável visita em meu blog!


um abraço,

poetaeusou . . . disse...

*
sabemos cantar . . .
o espanto,
no manto sem tempo,
dos momentos loucos,
de assombros . . . ocos . . .
,
um abraço,
,
*