quinta-feira, abril 16, 2009

Avoamentos

Passa o vento à volta dos meus dias
E o tempo fica à espera
E a espera é tempo de passagem

3 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

"Avoamentos"

Adoro chegar aqui e ler você,
é um tempo que nunca esmourece, fica e permanece,
aquece numa prece,
que nunca fenece....

Boa semana ao querido Poeta Zé Maria

Efigênia Coutinho

JASantos disse...

Rápido, veloz, supersónico!...
A vida é mais célere que o vento que passa!...
É mais lesta que o tempo…
Boa viagem amigo Zé Maria.
Cumprimentos.

José António

poetaeusou . . . disse...

*
e a passagem
é breve, curta,
sumária, lacónica . . .
,
um abraço
,
*