sexta-feira, maio 15, 2009

Visita interiorem terrae... [A Caverna]

Aqui
Onde me sento, sentido
Onde espero, desejando a espera
E sentindo no fundo do que sou
A marca do tempo
O sinal, o rasto que ficou
A sombra que vislumbro
Na parede da vida

Aqui
Onde me encontro, ainda
Desencontrado as mais das vezes
E encontrado quase sempre
Mesmo se perdido ou ausente
Me vou descobrindo e revelando
Mesmo que não queira ou não possa
Mesmo que escondido até de mim

Aqui
Onde o meu ser se descobre
E o meu sentir se manifesta
Aqui
Me vou conhecendo
Homem finito e imperfeito
Num infinito que só o tempo
Nos ensina e revela

Aqui
Eu e o meu tempo
Eu e o tempo que não é meu

3 comentários:

Mariz disse...

Salvé meu Amigo!
Regressei depois de uma temporada pouco agradável muito embora isso ainda esteja em águas mornas..com uma mãe na recta final.
Amei este poema..bem como um chamado silêncio que me deixou e não tive como responder...
Hoje, convido-o a embarcar comigo e tantos outros, pela festa de Aniversário que ficou adiada, embora o tempo não seja de euforia.
Deixo o meu abraço sentido e grata a si.
Sempre...
Mariz

Mariz disse...

Zé Maria

Esqueci-me de referir como este post deveria chamar-se: V.I.T.R.I.O.L.

PELO SIGNIFICADO IMPLÍCITO DAS 3 PRIMEIRAS LETRAS DO TÍTULO

:::::::::___________::::::::

Fiquei a pensar se não teria utilizado alguma crueza no post abaixo?! Peço perdão...não é nada pessoal...mas é que já tenho lido tanta coisa na tentativa de nos bloquearem a razão e/ou a inteligência com tanto assuntos idênticos que acabo por magoar quem não devo...

é que eu sofro com estas questões e mais ainda quando vejo filhos da Luz embarcarem nestas águas turvas de "aparência" calmas e claras!

Por favor deixem Deus em Paz e utilizem APENAS o SEU nome para o estrictamente necessário no que concerne á linguagem Divina! - falo de ala para alma que se entendem pelo coração.

Abraço meu com carinho

Sempre...
Mariz

Zé Maria disse...

Cara Mariz
Como sempre, atingindo o que se deseja atingir!
E claro, aqui, nesta "casa", neste espaço aberto e solto, todas as palavras são livres de serem ditas.
O meu abraço amigo